O brandbook é uma ferramenta viva



O brandbook é uma ferramenta desenvolvida quando uma nova marca é criada ou quando passa por alguma mudança, como um reposicionamento. É um material que serve como um guia, reunindo em um só lugar toda a estratégia de marca e diretrizes de aplicações visuais


Ter um brandbook bem estruturado, contemplando diversas ferramentas auto-explicativas para que qualquer profissional consiga compreendê-lo, é fundamental para que a estratégia de marca se sustente.

Mas é importante considerar o brandbook "é vivo". Então, complementá-lo com o passar do tempo, de acordo com as mudanças pelas quais a empresa e a marca passam, também garantem uma estratégia sempre atualizada e mais consistente.


Então, mais do que seguir suas orientações visuais para a criação de peças no dia-a-dia da comunicação, é preciso fazer a gestão dessa ferramenta, sabendo o momento certo de reavalia-la. Quando uma empresa passa por grandes mudanças, como uma atualização na presidência, aquisição de novas marcas ou mesmo quando há um expressivo crescimento, tudo isso tende a afetar a companhia em todas as esferas. A estratégia de marca é um reflexo deste tipo de movimento e precisa acompanhá-lo.


Outro momento onde o brandbook também deve ser revisto é quando surgem necessidades de atualizações visuais. Inicialmente é criada uma base sobre a qual a comunicação irá se erguer. Porém, essa marca ganhará vida no dia-a-dia, à medida que for se expandindo e abrindo espaço, ganhando voz através dos pontos de contato. Então, existem necessidades em termos visuais que só serão identificadas no decorrer desse percurso e tudo isso deve ser atualizado e estruturado através do manual de identidade visual.


Então, no dia-a-dia de uma marca, é fundamental que essa gestão seja feita para que a estratégia inicial não se perca. O brandbook é sim uma ferramenta viva, afinal, A MARCA É VIVA.